Sergipe, berço cultural brasileiro.

Quem olha o Estado de Sergipe no mapa,nem imagina que um pedaço tão pequenino do Brasil, abrigue tantos valores culturais. Seria impossível enumerar tais valores aqui, tamanha a diversidade. Posso citar alguns nomes importantes do cenário musical sergipano, lógico apenas alguns, não todos. Nomes como Neu Fontes, Chico Queiroga, Antonio Rogério, Amorosa, Cremilda, Josa o vaqueiro, Virginia Fontes, Ronise Ramos, Antonio Carlos du Aracajú, Erivaldo de Carira, Lene Hall, Daniel Diau, Maysa Reis, Joaquim da Casaca de Couro,as Bandas Calçinha Preta, Gatinha Manhosa, são tantos nomes. Nossas tradições na arte culinária, no folclore, no artesanato e na dança também são preservadas em vários eventos em todo o Estado. Temos os festivais de arte dos municípios de São Cristovão, Laranjeiras e Propriá. Eventos culturais como a Feira de Sergipe e Forró Cajú,em Aracajú na capital,onde também ocorre a prévia carnavalesca Pré-Cajú, também tem as prévias Micarana em Itabaiana, Forró Siri em Nossa Senhora do Socorro, a Festa do Mole na Barra dos Coqueiros. Festas populares como a Corrida de barcos de fogo em Estãncia, a festa do mastro em Capela, a guerra das cabaçinhas em Japaratuba, a corrida de jegues em Itabi, . Em todo o Estado e na capital são promovidos eventos culturais, feiras de arte e artesanatos, encontros de poetas e músicos, encontros de bandas, e várias outras realizações das Prefeituras dos Municípios, Governo do Estado e também de várias instituições não governamentais. Belíssima é a Feira de Artesanatos em Tobias Barreto, a Festa da Laranja em Boquim,um sucesso foi a Bienal do Livro de Itabaiana. Agora o melhor de tudo é a nossa culinária típica, onde cada município traz a sua comida típica regional para a apreciação dos visitantes das Feiras de Artesanato e Culinária. Por tudo isto está de parabéns Sergipe e o povo sergipano que mantém viva suas tradições e transformam Sergipe num maravilhoso e rico berço Cultural do Brasil.

Seguidores do Google