Conversa com Cissy Freitas.

Esta tarde a cantora sergipana Cissy Freitas conversou com Pura Cultura e falou um pouco da sua carreira. Confira agora: PC - Estava ouvindo umaa rádio FM quando ouvi você cantando uma linda melodia que para mim parecia mais um "hino", fale um pouco disso Cissy. CF - O hino é em homenagem a sergipe e a música chama-se "Aquarela de Sergipe", interpretada pelo cantor José Augusto sergipano e os autores são G. Santos e S. Oliveira. PC - A quanto tempo voce canta Cissy? CF - Completei este ano 21 anos de carreira,comecei cedo, ou seja, a música me escolheu. PC - Conta um pouco o que a fez tomar gosto pela música e pelo canto. CF - Sempre gostei de cantar, mas quando participei de um concurso de música no programa do saudoso Wilton Lopes, ­ganhei em primeiro lugar por duas vezes, isso lá pelos idos de 1986, ai partir de então comecei a ganhar reconhecimento de muitos profissionais do radio e da televisão ­ ­ não teve mais jeito, o jeito foi seguir essa missão. PC - Onde voce tem se apresentado? CF - Bar Estação verão, na Orla de atalaia Seresta do Baiano, atualmente em frente ao Parque dos Cajueiros, Cariri, tambem na orla, Restaurante Irineus, na praia da Costa, Restaurante O Renatão, próximo ao Iate Clube, Clube do Banese, Petroclube, Aspene e muitos eventos particulares, como aniversários, casamentos e festas de confraternização. PC - Qual o seu estilo musical Cissy? Que ritmos gosta de tocar e cantar? CF - Românticos, mas me considero uma intérprete, e principalmente na música sergipana a gente tem que cantar de tudo um pouco, pois temos que atender ao nosso público fiel,só não aderi ao estilo arrocha e outros que entendo que não traz uma mensagem positiva para o público,mas não sou preconceituosa, pois entendo que cada tem a liberdade para escolher como quer trabalhar.Olha, quanto aos ritmos eu gosto muito é do bolero, samba­ ­ e o forro pé de serra do grande Luiz Gonzaga. PC - Qual a sua opinião sobre a Paula Fernandes, Maria Gadú e Ana Carolina? CF - Eu adoro a performance de Ana Carolina, penso que ela traz em sua bagagem um Romantismo bem anos 80 e as suas letras são bem rebuscadas e quando se somam as harmonias do violão é como a mão e a luva. Ela nos dá a impressão de que ela veio pra ficar de vez na galeria da MPB, não é um trabalho passageiro.Paula Fernandes já tem uma longa estrada nos bastidores da MPB, tem um grande talento e é a bola da vez, mas precisamos ver o que vem mais a frente. Eu não duvido do talento que ela tem. Maria Gadú, é uma excelente profissional. Em minha opinião ela reúne em seu trabalho um misto de Cássia Eller e Cazuza, e agora com Caetano Veloso ficou excelente, tudo de bom.O legal das tres cantoras é que ambas reconhecem nos artistas veteranos os seus respectivos valores e tanto que estão regravando grandes sucessos do passado, elas não são pedantes nem tão pouco inflexíveis aos monstros da MPB. PC - Voce toca outros instrumentos além do violão? CF - Somente violão, mas quando estou no show, ainda arrisco tocar um pandeiro, a percussão, mas nada de extraordinário, somente para descontrair.Trabalhei em algumas bandas dos anos 80 e 90 (Flor de Lys, Santa Rosa, Caju com mé, Xamego de menina) que me inspiravam a malinar em alguns instrumentos, mas o meu talento está mesmo no vocal, nisso Deus foi muito generoso comigo. PC - Aos fãs que virão, aos que já estão contigo, amigos, colaboradores algum recadinho especial? CF - Tem algumas pessoas que não esquecerei jamais, como por exemplo, os radialistas da AM e FM: Eraldinho da Luz Divina, Flavio Foster, Jailton Prata, Evenilson Santana, Jason Neto,Chico Melodia, Fred Ferreira, Augusto Junior e Julio César.Agradeço a Tony Casanova, que tem esse tato e zelo para com o artista da terra. pode ter certeza que aonde eu for serei sempre grata pelo seu carinho e apoio, aos meus empresários: Armandinho Freitas, Tio Patinhas e Luiz Baggi, que sempre estão comigo.Aos que sempre me apoiam: Seu Gama e Dona Guilhermina do Peg Pag Globo, Restaurante O Miguel, Farmácia Moura.

Seguidores do Google