A essência da vida.



Na oportunidade do nascimento, não só nossos olhos abrem-se, mas também abre-se o mundo e com ele várias expectativas. O ver, o querer, o desejar tocar, dar o primeiro passo e logo após correr nos impulsiona para a vida. Aprendemos a sorrir e a chorar, atravessamos esta longa travessia chamada vida num misto de alegrias e decepções, vitórias e derrotas, surpresas boas e ruins. Nascer é algo que não escolhemos, mas a partir do momento que passamos a existir passamos também a buscar nos agarrar nesta maravilhosa oportunidade que recebemos. A culpa por nossos deslizes de quem é? Talvez não tenhamos bons pais como professores, afinal eles também foram alunos e muitos sequer souberam escapar dos deslizes que tentam evitar que cometamos. No fundo todos os pais, ou quase todos tem mais boas intenções do que experiência. Todos aprenderam cometendo erros, praticando, deslizando como nós. Talvez nós não sejamos alunos tão bem aplicados assim. Talvez sejamos teimosos, buscando sempre fazer aquilo que achamos correto independente das consequências que isto possa trazer. Talvez até nem vejamos a vida hoje como uma escola para o amanhã. Muitas vezes estamos tão imbuídos na busca do futuro que sufocamos o presente e o sacrificamos. Duro é perceber que o presente ao tornar-se passado não se recupera e ainda que o lamentemos as inúmeras perdas, jamais iremos recuperar nada que deixamos de fazer. Talvez sejamos apressados em viver a pensando no amanhã e isto nos faça esquecer do hoje, mas de uma coisa podemos ter plena certeza: Os pais não ensinam, eles aprendem. Os pais não são professores, apenas alunos mais avançados, supostamente experientes e prontos a subir de nível na sua escalada. O título de Mestre é mérito da vida, esta sim, ensina a pais e filhos como trilhar os caminhos da existência. Passos inseguros, quedas, tropeços, mas enfim a caminhada. Ainda que devagar ou mais lento que outros, a vida, esta grande professora, ensina a todos como andar. Saber respeitar os ensinamentos passados por ela significa receber os bônus cabíveis a disciplina, a obediência e ao repeito, lembrando que a vida gratifica com maravilhosas recompensas aqueles que a respeitam. O mais gostoso nisto tudo não é voce receber um bônus por tudo isto, mas receber a gratificação máxima que se pode receber: A honraria de não só ter feito com esforço o máximo pelos ensinamentos da vida, mas transformar isto em ações e benefícios para os seus semelhantes. Quando voce atinge este nível é porque alcançou sua essência e conseguiu transformá-la no perfume inconfundível e superior capaz não só de aromatizar vidas e pessoas, mas também de salvá-las.

Texto de Tony Casanova - Todos os Copyright e Direitos Autorais reservados ao autor.
Twitter - prodacultural
Facebook - tony.casanova1

Seguidores do Google