Marcelo Rezende - Corta pra mim!


Quem assiste o jornalista Marcelo Rezende hoje e não conhece a sua história é capaz de imaginar que ele sempre apresentou seus programas desta forma, mas a verdade é que ele hoje trabalha e diverte-se ao mesmo tempo, diferente da época de austeridade cadavérica da Rede Globo de Televisão. Todos os dias os telespectadores da Rede Record de Televisão tem um encontro com um profissional muito competente, alegre e bem humorado. Sem papas na língua ele solta o verbo e alegra as tardes brasileiras com seus bordões e causos contados ao vivo. Um dos maiores criadores de bordões que a televisão brasileira já viu e o melhor, todos caem na boca do povo. Vamos então recordar algumas falas do Marcelo Rezende:
- Corta pra mim!
- Vai vendo!
- Me dá o comandante Hamilton, me dá o comandante Hamilton!
- Cadê o menino de ouro? Cadê o Luis Bacci?
- Percival voce é um morto!
- Põe exclusivo minha filha, dá trabalho pra fazer!
- Tira este azulzinho daqui!
- Correto!?
- E foi um sapeque iaiá, um sururú na casa de Noca!
- Solta a matéria meu filho!
- Põe no ar!
- Corta pra 19, corta pra 19!
- Não meu filho, é só apertar o botão certo! Esse é outro morto que nem Percival!
- Eu vou contar um negócio pra voces, eu e voce ficamos aqui olhando o morto do Percival fazendo nada!
- Percival só repete o que eu digo!
Pois é, voce sem dúvida lembra destes bordões do jornalista Marcelo Rezende. Fazer jornalismo policial e suavizar a carga das notícias com uma indiscutível veia humorística não é fácil, mas ele consegue. Marcelo conseguiu transformar o formato de um programa triste e enfadonho em algo esperado e que leva o público ás risadas, ainda que com tantos fatos escuros. Aqui um forte abraço á toda equipe e ao âncora do Programa Cidade Alerta, da Rede Record de Televisão, Marcelo Rezende.

Texto de Tony Casanova - Direitos Autorais reservados ao autor.
Siga-me no Twitter @prodacultural
Adicione meu Facebook tony.casanova1

Seguidores do Google