Éramos um. - Por Tony Casanova.


Éramos um.
Quando meus olhos bateram em você, instantâneamente brilharam. Um fascínio fora do comum me tomou. Ví naquela figura meiga e frágil, uma beleza natural impressionante. Uma beleza sem maquiagens, sem retoques, conferida apenas pela aura fina de uma mulher simplesmente encantadora. Em você não encontrei pompas, glamour ou não me deixes e não me toques, apenas você.
Meus olhos não conseguiam desgrudar dos teus, desviando-se quando em vez apenas para fitar teus lábios. Enquanto falava. Busquei algo de mulher pronta e não encontrei porque havia um misto de mulher e menina. Uma mistura que casada a tua beleza natural, faziam de você irrestível. Era fácil encontrar a menina em teus sorrisos e a mulher na tua fala. Tentei enumerar quantas qualidades havia naquela mesma pessoa, encontrei várias; Inteligente, Bem articulada, Extrovertida, Alegre, Carismática e muito simpática.
Os olhos ganhavam um colorido durante o sorriso, eu podia mesmo afirmar que você sorria com os olhos. Riso fácil, farto, dentição perfeita. Era alguém que se podia descrever como um anjo na terra. Uma destas pessoas que conquistam fácil pelo jeito brejeiro, meio moleque de ser. Deu-me, a medida que os dias passavam, uma sensação de admiração e orgulho enormes. Uma crescente sensação de felicidade me invadia e o desejo de continuar a vê-la só crescia.
Não havia um só dia que não desejasse vê-la, ouví-la, beber dos teus sorrisos. Alegrávamos um ao outro. Durante as conversas o clima era tão bom que o tempo parecia parar, esquecíamos a vida, os problemas, as mágoas. Havia um fascínio mútuo, uma cumplicidade inexplicável, algo que não era comum. A conversa fluia animada entre sorrisos e gracejos, como se fóssemos duas crianças. Tudo parecia as vezes tão pueril, tão inocente, outras vezes tão maduras as conversas.
De todos os capítulos que já foram escritos na vida, este sem dúvida jamais será esquecido.. Um capítulo de muitas emoções, alegrias e sensações incomparáveis. Aquela mulher simplesmente inesquecível nunca mais sairia da minha memória e certamente não ficaria fadada ao meu passado, mas viveria para sempre ligada ao meu futuro.

Texto do escritor Tony Casanova – Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer espécie ou em qualquer meio sem autorização expressa do autor sob pena de infração das Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
A presente obra foi baseada em ficção, qualquer semelhança com pessoas ou fatos reais terá sido mera coincidência.
Copy Right 2014 By Tony Casanova – All Right Reserved.

Seguidores do Google