Comportamento | As fraquezas humanas. | Tony Casanova

  De uma maneira bastante pretensiosa muitas pessoas não acreditam em fraquezas e são justamente estas  pessoas que mais sofrem quando a corda se parte. A pior parte da fraqueza é não acreditar que ela exista, fato que tende a nos empurrar ao perigo inconsequentemente. Não acreditar nas fraquezas implica em não preparar-se para elas, subjugá-las a ponto de não lhes dar importância. Um erro que pode custar caro. Mas afinal o que são as nossas fraquezas? Quais são as fraquezas humanas? Note-se que nesta explanação  não estou me referindo ao campo físico onde podemos resolver as coisas no braço, mas de um campo bem mais profundo e complexo. Evidentemente que não se trata de um assunto novo, claro,.É apenas mais uma abordagem do tema, mas que podemos utilizá-la para complementar nossa ideias e clarear nossos caminhos. Antes de abordar o tema, vamos saber o que são as fraquezas humanas:

 "Fraquezas Humanas"

  Considera-se como sendo fraquezas as nossas formas de paixão, de desejos. Vontades fortes que consideramos irresistíveis. Aquilo que no contexto Bíblico é chamado de "Pecado".  Destas vontades ocultas surgem ordens que nos conduzem a ações que podem ou não resultar em prejuízo a outros, mas na maioria das vezes resultam em prejuízos a nós mesmos. Quando desejamos algo ou alguém, geralmente nos tornamos obsessivos,  objetivando aquela pessoa ou aquela coisa de uma forma quase que paranoica. Obviamente que ter desejos não se constitui uma fraqueza, mas o X da questão em quanto desejo temos e o que somos capazes de fazer para realizá-lo, ai sim surge a fraqueza. 
  É possível afirmar que todo desejo, toda vontade humana cuja tentação seja superior á nossa capacidade de resistir é uma fraqueza. Não que o valor expressado por aquilo que ou por quem desejamos seja mais importante que o incontido desejo que sentimos, tendo em vista que se houver resistência, a vontade continuará sendo vontade e jamais se tornará nociva. A chave de tudo está na nossa capacidade de resistência. O quanto somos fortes para dizer não! Ai entra um outro elemento importante nesta equação: A Razão. Ninguém pode resistir a uma tentação sem que antes conheça suas consequências, por isso analisar é primordial para tornar-se forte o bastante para resistir.
   Em ordem cronológica, vejamos o que podemos fazer para criar meios de resistir:

 - Quais as ações necessárias para realizar seu desejo ?

 - Quais os benefícios que esta ação retornará para você e para outros envolvidos?

 - Quais os malefícios (consequências) que resultarão desta ação?

   De posse das respostas, você decidirá se deve ou não levar adiante seu objetivo. Em geral se dão melhor nas decisões os indivíduos cujo caráter é enriquecido de equilíbrio, quando todas as ações são ponderadas, analisadas friamente e as consequências estudadas de maneira sóbria e imparcial. Não basta que o meu objetivo satisfaça só a mim, mas que ele seja satisfatório também ás partes envolvidas. Lembrando que existem fraquezas em todos os campos da vida humana e ela pode ser encontrada nas esferas emocionais, psicológicas e físicas. Um indivíduo fraco torna-se incapaz de esboçar uma reação contrária á consequência da ação e tende a cometê-la em gesto desatinado, fatalmente sem prever os danos que poderá causar a si ou aos envolvidos.
    O melhor nisto tudo é que ninguém é fraco porque não possui capacidade de reação, mas porque não consegue reagir através da própria vontade, mas a capacidade está lá, só precisa ser reavivada. É semelhante a um paralítico que deseja muito voltar a andar, mas não acredita que seja possível. Tudo que precisamos saber é que nem todo desejo que temos é bom, principalmente aqueles que não conseguimos esquecer e nos perseguem como obsessão. 

   O texto apresentado é obra do Escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais e de Propriedade Intelectual Reservados ao autor. Estão proibidas as cópias, colagens, reproduções de qualquer espécie ou divulgação de qualquer natureza do todo ou parte dele sem autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos é crime previsto nas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais e Propriedades Intelectuais e está passiva da punição cabível de acordo com o previsto nestas Legislações.

................................................................................................

Behavior | Human weaknesses | Tony Casanova 

In a very pretentious way many people do not believe in weakness and it is precisely these people who suffer most when the rope breaks. The worst part of the weakness is not to believe that it exists, a fact that tends to push us to danger recklessly. Do not believe the weakness implies not prepare for them, overcome them enough to not give them importance. One mistake can cost you. So, what are our weaknesses? What are the human weaknesses? Note that this explanation'm not referring to the physical realm where we can work things out in the arm, but in a much deeper and complex field. Obviously this is not a new subject, of course, .It is just another approach to the subject, but we can use it to complement our ideas and brighten our ways. Before addressing the issue, let us know what are human weaknesses, "Human Weakness" is considered to be weaknesses our ways of passion, desires. Strong wills that we consider irresistible. What in the biblical context is called "sin". These hidden wills emerge orders that lead us to actions that may or may not result in injury to others, but most often result in damage to ourselves. When we want something or someone, usually we become obsessive, aiming that person or that thing in a way almost paranoid. Obviously we have desires does not constitute a weakness, but the crux of the issue as we desire and what we can do to bring it about, oh yes there is the weakness. It is possible to say that every desire, every human will whose temptation is superior to our capacity to resist is a weakness. Not that the value expressed by what or by whom we wish to be more important than the uncontrollable desire we feel, given that there is resistance, will remain and will never become harmful. The key to everything is in our resilience. How are strong to say no! Ai enters another important element in this equation: The Reason. No one can resist a temptation without first know its consequences, so it is essential to analyze to become strong enough to resist. 

In chronological order, let's see what we can do to create means to resist: 

- What are the actions needed to fulfill his wish? 

- What are the benefits that this action will return to you and others involved? 

- What harm (consequences) that will result from this action? 

Armed with the answers, decide whether or not to carry your goal. Generally do better in the decisions individuals whose character is enriched balance when all actions are considered, analyzed coldly and studied the consequences of sober and impartial manner. It is not enough that my goal satisfies only me, but he is also satisfactory to the parties involved. Remembering that there are weaknesses in all fields of human life and it can be found in the emotional, psychological and physical spheres. A weak individual becomes unable to sketch a backlash will result from the action and tends to commit it in desatinado gesture, without providing fatally damage this may cause to you or to those involved. The best of it all is that no one is weak because it has no reaction capacity, but because they can not react by own will, but the ability is there, only to be revived. It is like a paralyzed man who longs to walk again, but does not believe it possible. All we need to know is that not every desire we have is good, especially those who can not forget and persecute us as obsession. 

The displayed text is the work of Brazilian writer Tony Casanova. Copyright and Intellectual Property Reserved to the author. Prints, collages, reproductions of any kind or disclosure of any kind the whole or part without prior authorization and author's are prohibited. Violation of these rights is a crime provided for in Brazilian law and Protection of Copyright and the International Intellectual Property Rights and passive is the appropriate punishment in accordance with the provisions of these Regulations.

.......................................................................................................

Comportamiento | Debilidades Humanos | De Tony Casanova 

De una manera muy pretenciosa muchas personas no creen en la debilidad y son precisamente estas personas que sufren la mayoría cuando la cuerda se rompe. La peor parte de la debilidad es no creer que existe, un hecho que tiende a empujarnos al peligro imprudentemente. No creen que la debilidad no implica prepararse para ellos, superarlos lo suficiente como para no darles importancia. Un error le puede costar. Así que, ¿cuáles son nuestros puntos débiles? ¿Cuáles son las debilidades humanas? Tenga en cuenta que este explanation'm no se refiere a la esfera física en la que podemos resolver las cosas en el brazo, pero en un campo mucho más profundo y complejo. Obviamente, esto no es un tema nuevo, por supuesto, .Es sólo otra aproximación al tema, pero podemos usarla para complementar nuestras ideas e iluminar nuestros caminos. Antes de abordar el tema, vamos a saber cuáles son las debilidades humanas, "La debilidad humana" es considerado como debilidades nuestras formas de pasión, deseos. Voluntades fuertes que consideramos irresistible. Lo que en el contexto bíblico se llama "pecado". Estas voluntades ocultas emergen órdenes que nos llevan a acciones que pueden o no causar lesiones a los demás, pero más a menudo resultan en daño a nosotros mismos. Cuando queremos algo o alguien, por lo general llegamos a ser obsesivo, con el objetivo de que la persona o esa cosa de una manera casi paranoico. Obviamente tenemos deseos no constituye una debilidad, pero el quid de la cuestión, ya que deseamos y lo que podemos hacer para llevarla a cabo, sí existe es la debilidad. Es posible decir que cada deseo, cada voluntad humana cuya tentación es superior a nuestra capacidad de resistir es una debilidad. No es que el valor expresado por qué o por quién queremos ser más importante que el deseo incontrolable que sentimos, dado que hay resistencia, permanecerá y nunca llegará a ser perjudicial. La clave de todo está en nuestra capacidad de recuperación. ¿Cómo son fuertes como para decir que no! Ai entra otro elemento importante en esta ecuación: La Razón. Nadie puede resistirse a una tentación sin antes conocer sus consecuencias, por lo que es imprescindible analizar a convertirse en lo suficientemente fuerte como para resistir. 
En orden cronológico, vamos a ver qué podemos hacer para crear medios para resistir: 

- ¿Cuáles son las acciones necesarias para cumplir con su deseo? 

- ¿Cuáles son los beneficios que esta acción volverá a usted y otras personas involucradas? 

- ¿Qué daño (consecuencias) que resultará de esta acción? 

Armado con las respuestas, decidirá si procede o no llevar a su meta. Por lo general les va mejor en las decisiones de los individuos cuyo carácter se enriquece el equilibrio cuando se consideran todas las acciones, analizada fríamente y estudiado las consecuencias de manera sobria e imparcial. No es suficiente que mis satisface meta sólo a mí, sino que también es satisfactoria para las partes involucradas. Recordando que existen debilidades en todos los campos de la vida humana y que se pueden encontrar en las esferas emocionales, psicológicos y físicos. Una persona débil se vuelve incapaz de esbozar una reacción será el resultado de la acción y tiende a cometer en desatinado gesto, sin proporcionar fatalmente dañar esto puede causar a usted oa los involucrados. Lo mejor de todo es que nadie es débil porque no tiene capacidad de reacción, sino porque no pueden reaccionar por propia voluntad, sino la capacidad está ahí, sólo para ser revivido. Es como un hombre paralítico que anhela volver a caminar, pero no creo que sea posible. Todo lo que necesitamos saber es que no todos los deseos que tenemos es bueno, sobre todo aquellos que no pueden olvidar y perseguirnos como obsesión. 

El texto que se muestra es la obra del escritor brasileño, Tony Casanova. Derecho de autor y de propiedad intelectual reservados al autor. Estampas, collages, están prohibidas las reproducciones de cualquier tipo o divulgación de cualquier tipo todo o parte sin la autorización previa y autor de. La violación de estos derechos es un delito previsto en la ley y la protección del derecho de autor y los derechos internacionales de propiedad intelectual brasileña y pasiva es el castigo apropiado de acuerdo con las disposiciones de este Reglamento.

Seguidores do Google