Gospel | Quando não sabemos o caminho. | Tony Casanova

Fé é o firme fundamento das coisas que se esperam e a certeza das coisas que se não veem. Segundo Hebreus 11:1 e nosso tema de hoje, “Quando não sabemos o caminho” fala sobre esta questão. Ora queridos, vivemos repetindo incansavelmente que temos fé, temos Deus no coração entre outras coisas do tipo, mas quando surgem os problemas parece que esquecemos das nossas próprias palavras. Devemos saber que uma coisa é a fé que se confessa e outra é a fé que se tem. Uma pode estar muito distante da outra e se for assim, viveremos lamentando por algo que esperamos e que não virá.
Nós já sabemos que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6), mas só a fé não adianta. É preciso que esta fé frutifique e que tenha obras ( Tiago 2:26). Mas prosseguimos com a nossa vida e num dado momento as coisas se afunilam, as estradas se dividem e é hora de decidir qual o caminho a ser seguido. E agora? Iremos para a direita ou para a esquerda? De todos os males na vida do homem, não há nada pior do que a dúvida, que por certo não serve para mais nada a não ser confundir, embaralhar os pensamentos e atrapalhar nas decisões. O melhor é só decidir quando tiver certeza.
A certeza é um dos mais doces produtos da fé e quando você tem certeza de alguma coisa, sabe o que esperar dela. É óbvio que buscamos aquilo que é melhor para nós e nossas decisões estão sempre pautadas na nossa espera de que, ao decidirmos, o que virá seja sempre o melhor, mas quando há dúvida nos vem a incerteza e ficamos sem saber quais as consequências de uma decisão impensada. Portanto, guarde esta regrinha básica da vida; na incerteza, não decida nada! Não basta termos fé naquilo que esperamos sem ter a certeza do que virá, isto fere o conceito de fé e mostra que definitivamente não possuímos fé alguma.
Em caminhos que se dividem, ou seja, quando somos obrigado a tomar uma decisão em meios a várias opções, se não temos certeza do caminho a seguir, ficamos envolvidos em dúvidas sobre o que poderá vir a partir do que decidirmos. Mas é bom lembrarmos que nem todas as decisões que tomamos, mesmo aquelas em que temos certeza do que queremos, podem trazer bons frutos inicialmente. Há um longo caminho a ser percorrido até os nossos objetivos e este caminho muitas vezes está repleto de pedras, por isso é importante estarmos bem calçados de fé. Sempre haverão consequências a partir das nossas decisões e um preço a pagar por elas. Resta saber se de fato estamos dispostos a isso e se realmente vale a pena o sacrifício.
Não devemos lamentar as dificuldades encontradas na nossa jornada. São elas que nos educam, nos ensinam a caminhar melhor no futuro e após termos decidido caminhar, sigamos até o final sem arrependimentos. Há sempre a oportunidade de encontrarmos à frente um novo caminho que irá reverter nosso percurso e nos conduzir a resultados melhores. Relembrando que nem sempre é fácil decidir pela escolha de um caminho e que na dúvida nenhuma decisão deve ser tomada, assim poderemos prosseguir em paz e com a certeza do que nos espera ao final da trilha. Este texto foi produzido para que você reflita, medite sobre ele e faça dele algum proveito, espero que você faça isso e deixe aqui seu comentário sobre o assunto. Forte abraço e até a próxima.


Texto do Escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais reservados. Proibida a cópia, colagem, reprodução total ou parcial de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio sem autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos constitui-se em crime previsto nas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais e Propriedade Intelectual e está passiva de punição legal cabível de acordo com a Legislação em vigor.   
.................................................................................

Gospel | When we do not know the way. | Tony Casanova

Faith is the substance of things hoped for, the assurance of things not seen. According to Hebrews 11: 1 and our theme today, "When we do not know the way" talks about this issue. Now dear, we live tirelessly repeating that we have faith, we have God in the heart among other things like that, but when problems arise seem to have forgotten our own words. We know that one thing is the faith that confesses and the other is the faith you have. One may be too far from each other and if so, we will live regretting something we expect and that will not come.
  We already know that without faith it is impossible to please God (Hebrews 11: 6), but only faith does not help. It is necessary that this faith bear fruit and has works (James 2:26). But we continue with our life and at some point things taper, the roads are divided and it's time to decide which path to follow. And now? We will go to the right or to the left? Of all the evils in human life, there is nothing worse than doubt, which certainly does not serve for anything else but to confuse, scramble the thoughts and hinder the decisions. It is best to only decide when you are sure.
   Certainty is one of the sweetest product of faith and when you are sure of something, you know what to expect of it. It is obvious that we seek what is best for us and our decisions are always guided in our hope that, in deciding, which will always be the best, but when there is doubt comes uncertainty and we do not know what the consequences of a thoughtless decision. So keep this basic rule of thumb of life; in uncertainty, not decide anything! Not enough to have faith in what we hope without being sure of what will come, it hurts the concept of faith and shows that definitely do not have any faith.
   In ways that are dividing, that is, when we are forced to make a decision on ways to choice, if we are not sure of the way forward, we are involved in doubt about what might come from what we decide. But it's good to remember that not all the decisions we make, even those in which we are sure of what we can bring good fruit initially. There is a long way to go until our goals and this way is often full of stones, so it is important to be well-shod faith. There will always be consequences from our decisions and a price to pay for them. The question is whether in fact we are open to it and really worth the sacrifice.
   We should not regret the difficulties encountered in our journey. It is they who educate us, teach us to walk better in the future and after we decided to walk, let us go to the end with no regrets. There is always the opportunity to meet ahead of a new path that will reverse our path and lead us to better results. Recalling that it is not always easy to decide to choose a path and that in doubt no decision should be taken, so we can continue in peace and with the certainty of what awaits us at the end of the trail. This text has been produced for you to reflect, meditate on it and make it something out, I hope you do this and leave here your comment on this. Big hug and see you.

   Text Brazilian writer Tony Casanova. Copyright reserved. The copying, collage, total or partial reproduction of any kind or dissemination in any medium without the express prior permission of the author. Violation of these rights constitutes a crime under the Brazilian law and protection of the International Copyright and Intellectual Property and is passive legal punishment applicable according to the legislation in force.

................................................................................................

Evangelio | Cuando no sabemos el camino. | tony Casanova

La fe es la certeza de lo que se espera, la certeza de lo que no se ve. Según Hebreos 11: 1 y nuestro actual tema, "Cuando no sabemos el camino" habla sobre este tema. Ahora querida, vivimos sin descanso repitiendo que tenemos fe, tenemos a Dios en el corazón, entre otras cosas por el estilo, pero parece cuando surgen problemas que hemos olvidado nuestras propias palabras. Sabemos que una cosa es la fe que confiesa y el otro es la fe que tiene. Uno puede estar muy lejos el uno del otro y si es así, vamos a vivir lamentando algo que esperamos y que no va a venir.
  Ya sabemos que sin fe es imposible agradar a Dios (Hebreos 11: 6), pero sólo la fe no ayuda. Es necesario que esta fe frutos y tiene obras (Santiago 2:26). Pero seguimos con nuestra vida y en algún momento las cosas se estrechan, los caminos divididos y es el momento de decidir el camino a seguir. ¿Y ahora? Vamos a ir a la derecha oa la izquierda? De todos los males de la vida humana, no hay nada peor que la duda, que desde luego no sirve para nada más que para confundir, desordenar los pensamientos y dificultan las decisiones. Lo mejor es sólo para decidir cuando se está seguro.
   La certeza es uno de los productos más dulce de la fe y cuando esté seguro de algo, ya sabe qué esperar de ella. Es obvio que buscamos lo que es mejor para nosotros y nuestras decisiones se basan siempre en la esperanza de que, en la decisión, que será siempre la mejor, pero cuando existe una duda viene incertidumbre y no sabemos cuáles son las consecuencias de una decisión irreflexiva. Por lo tanto mantener esta regla básica de la vida; en la incertidumbre, no decidir nada! No basta con tener fe en lo que se espera sin estar seguro de lo que vendrá, me duele el concepto de fe y demuestra que definitivamente no tienen ninguna fe.
   De manera que se están dividiendo, es decir, cuando nos vemos obligados a tomar una decisión sobre la forma de elección, si no estamos seguros del camino a seguir, estamos involucrados en la duda acerca de lo que podría venir de lo que decidimos. Pero es bueno recordar que no todas las decisiones que tomamos, incluso aquellos en los que estamos seguros de lo que puede traer buenos frutos inicialmente. Hay un largo camino por recorrer hasta que nuestros objetivos y de esta manera es a menudo lleno de piedras, por lo que es importante estar bien calzado fe. Siempre habrá consecuencias de nuestras decisiones y un precio a pagar por ellos. La cuestión es si, de hecho, estamos abiertos a ella y realmente vale la pena el sacrificio.
   No hay que lamentar las dificultades encontradas en nuestro viaje. Son ellos los que nos educa, nos enseña a caminar mejor en el futuro y después decidimos caminar, nos dejó ir hasta el final sin remordimientos. Siempre existe la oportunidad de conocer antes de una nueva ruta que va a invertir nuestro camino y nos llevará a mejores resultados. Recordando que no siempre es fácil decidir a elegir un camino y que la duda se debe tomar ninguna decisión, para que podamos seguir en paz y con la certeza de lo que nos espera al final del camino. Este texto ha sido elaborado para reflexionar, meditar en ella y que sea algo fuera, espero que usted hace esto y dejar aquí tu comentario sobre este. Gran abrazo y nos vemos.

   Texto escritor brasileño, Tony Casanova. Los derechos de autor reservados. La copia, el collage, la reproducción total o parcial de cualquier tipo o difusión en cualquier medio sin la previa autorización expresa del autor. La violación de estos derechos constituye un crimen bajo la ley brasileña y la protección de la Internacional de Autor y la Propiedad Intelectual y es castigo legal pasiva aplicables de acuerdo con la legislación vigente.

Seguidores do Google