Quem disse que brasileiro não gosta de ler?


Não obstante as dificuldades que tem um escritor para conseguir publicar um livro, este ainda se depara com a ideia plantada da falta de leitores nacionais. Fato é que o brasileiro realmente lê pouco se comparado a outros países. Na verdade não podemos culpar o povo pela falta de verba para pagar um livro se não existe incentivo que lhes faça despertar($$) o gosto pela leitura. Não que os professores não criem meios, maneiras de incentivar, mas faltam eventos públicos, apoio governamental através de uma Lei de redução tributária para custeios de publicações e para promover encontros culturais, Bienais e Saraus por todo o pais. Parte desta "falta de vontade" de criar incentivos á leitura por parte dos governos, deve-se ao fato de que outros segmentos importantes também não apoiam: Os empresários.Ora,se o governo entrasse com a redução de impostos e o empresário com a publicação, o custo reduziria muito e o povo poderia ler mais, concorda?. Se hoje publicar um livro pode ser classificado como "dureza", "pedreira" mesmo é achar quem o compre para ler. Eu particularmente sinto que não é tanto o "não gostar" de ler, mas o não poder pagar os preços salgados das publicações nas bancas. Nisto quem menos ganha é quem escreve o livro, semelhante a um cantor quando grava, a parte mais rechonchuda do capital fica nas mãos e seguem pros bolsos das produtoras e editoras. A falta de leitores não se resume ao desinteresse pela leitura, mas também pela falta de verba para comprar os livros, que obviamente quanto mais caro custarem, maior o quinhão dos produtores e editores. A educação começa pela leitura e logicamente, desta forma, o pior eleitor é aquele bem informado, capaz de produzir opinião, eleitor culto, sábio. Eu acredito que devido ao "estrago" produzido em estórias passadas pelos escritores brasileiros na época do Brasil Colonial, o
governo não queira entregar o poder da leitura em larga escala nas mãos do povo. Se lembrarmos épocas em que os jornais produziam protestos e mantinham os leitores bem informados trazendo contos, crônicas e poesias de protesto, não fica na mente aquele pressentimento de que repetir o feito não é la a ideia central dos governos? Fato é que hoje a Internet "roubou" uma gigantesca fatia de telespectadores das tevês, que se tornaram internautas e estes por sua vez descobriram os Blogs e ai estavam a faca e o queijo para os escritores. E de mansinho eles foram chegando e logo começaram a incomodar governos, não só Brasileiro, mas de quase todos os países do mundo. E veio o resultado: Eles Resuscitaram a velha múmia da censura mundial. Tudo que se escreve e que se pretende postar passa pelo crivo governamental dos países, que utilizando aquela velha "conversa para boi dormir", alegaram estar á caça de criminosos. É certo e sabido que os blogueiros fazem um barulho danado e são fortes e unidos, coisa que amedronta as nações e foram justa mente eles, os blogueiros, que desmentiram a famosa "lavagem cerebral" de brasileiro não gosta de ler. Os blogs são prova irrefutável de que brasileiro lê sim e muito, lê e esta ganhando a consciência das suas leituras, é exigente e seletivo. Abri esta matéria focando o jargão que diz que o brasileiro não gosta de ler, porque quis que voce entendesse que brasileiro gosta de ler sim, só não tem e o dinheiro para pagar livro caro e cá pra nós, se não gostasse de ler, voce não estaria lendo esta matéria não é verdade?

Por Tony Casanova. Todos os Direitos Autorais e de Copyright estão reservados ao autor.

Seguidores do Google