Economia - Como economizar dinheiro para compras á vista. [Tony Casanova]


Em tempos difíceis onde a moeda anda rara nos bolsos de todos nós, a solução é cortar gastos considerados supérfluos (palavrinha do tempo de FHC e que hoje está em desuso), conter algumas despesas extras, economizar nas necessárias. Mas a questão é que o ganho mensal já é tão reduzido que fazer cortes é quase que suicídio. Hoje eu resolvi ser radical e vou fazer uma proposta meio louca para você meu amigo, minha amiga leitora. A partir de hoje você irá impor a sua economia um novo imposto; o IED – Imposto sobre Economia Doméstica.
O IED funciona assim; Para cada compra que você fizer recolha uma alíquota de 10% (Nosso Indexador é o IAED – Índice de Ajuste de Economia Doméstica.). A alíquota recolhida deve ser depositada em uma conta poupança ou mesmo guardada. Ela servirá de gordura no final de cada mês e reforçará o capital para despesas futuras. Uma garantia que equivale a uma poupança mensal. Mas vale alguns lembretes:

Saber administrar bem o capital do IED é vital para a saúde financeira da família. Se você fizer a coisa certa tudo irá bem, senão todo esforço será em vão.
Sonegar o IED só trará prejuízos para toda família, afinal é um capital que não sai da sua administração e servirá de reforço nas futuras despesas. Seja fiel e recolha mensalmente a alíquota depositando-a na poupança ou guardando em local seguro.
Você não precisa preocupar-se com os termos, são apenas ilustrações, no final tudo é economia doméstica mesmo.
De nada adiantará você tentar economizar se o objetivo for gastos extras. Corte despesas supérfluas, gastos desnecessários, promova contenção de despesas. Se nada disso for feito você não conseguirá realizar os sonhos da sua família com conforto financeiro e viverá no sufoco das dívidas.

Para facilitar o recolhimento da alíquota, calcule-a sobre o valor total das compras, assim se você comprou R$ 300,00 no supermercado, recolha R$ 30,00 para o IED. Lembrando que você deve calcular de todas as despesas da família, ou seja supermercado, armazém, farmácia, auto-peças, escola, lazer, enfim tudo que for gasto você deve recolher 10% para o IED. Você deve estar se perguntando o porque de tudo isto. Te direi: Primeiro porque este imposto você pagará com gosto. Ele não vai ao bolso de mais ninguém a não ser o teu e só depende da sua administração para ser usado da forma correta. Segundo porque ele representa a oportunidade de resgatar o hábito já esquecido de poupar e economizar. Terceiro porque garantirá reserva financeira para que você e sua família alcancem os seus objetivos e de acordo com os valores, talvez até em pagamento à vista.
Uma das maiores ilusões econômicas do nosso tempo é o dinheiro de plástico, mais comumente chamado de Cartão de Crédito. Ele é um mal necessário, mas pode representar a corda que irá hipoteticamente enforcar financeiramente toda família. É preciso cuidado com o uso do crédito e lembrar que quanto mais alto for o valor concedido em financiamentos, maior a cilada para vocês. O ideal é usá-lo somente em situações de emergências e manter os gastos sob rigoroso controle, do contrário todos padecerão atolados em dívidas muitas vezes “impagáveis” geradas pelos altíssimos juros de financiamento com Cartão de Crédito. Pense bem antes de sair gastando por conta do crédito e analise melhor as oportunidades de compras a vista. Se não der para ser à vista, utilize o método do IED, segure um pouco seus objetivos, economize e poupe o suficiente para garantir uma compra a vista. Vai valer a pena, tenho certeza.

Texto do Escritor brasileiro Tony Casanova – Direitos Autorais reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele, sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos de Propriedade Intelectual. O uso da presente obra sem respeito aos créditos devidos ao autor incorrem em Crime de Plágio.

...................................................................................................................

Economy - How to save money for shopping in sight. [Tony Casanova]

In tough times where money goes into the pockets of rare all of us, the solution is to cut spending considered superfluous (word time of FHC and which is now in disuse), contain some extra expenses, save in the necessary. But the point is that the monthly gain is already so low that making cuts is almost suicide. Today I decided to be radical and I will make a little crazy proposition for you my friend, my reader friend. From today you will impose its economy a new tax; FDI - Tax on Domestic Economy.
  The IED works like this; For each purchase you make collecting a rate of 10% (Our Index is IAED - Home Economics Adjustment Index.). The rate collected must be deposited in a savings account or even saved. She will serve as the fat at the end of each month and will strengthen the capital for future expenses. A guarantee equivalent to a monthly savings. But worth a few reminders:

Learn to budget FDI capital is vital for the financial health of the family. If you do the right thing all will be well, but every effort will be in vain.
Withholding FDI will only bring harm to the whole family, after all is a capital that does not come out of his administration and will serve to strengthen the future expenses. Be faithful and monthly collection the rate depositing it in savings or storing in a safe place.
You do not need to worry about the terms, are just illustrations, in the end it is the same domestic economy.
Will not help you try to save if the goal is extra expenses. Cut wasteful spending, wasteful spending, promote cost containment. If none of this is done you can not make your family's dreams of financial comfort and live in the hassle of debt.

     To facilitate the collection of the tax rate, calculate it on the total value of purchases, so if you bought R $ 300.00 at the grocery store, collect £ 30.00 for FDI. Remember that you must calculate all the family expenses, ie supermarket, warehouse, pharmacy, auto parts, school, leisure, everything that is spent you must collect 10% for FDI. You must be wondering why all this. I'll tell you: First, because this tax you pay with taste. He will not to anyone else's pocket unless your and only depends on its administration to be used properly. Second, because it represents the opportunity to redeem the habit already forgotten to save and save. Third it will ensure financial reserve for you and your family achieve their goals and in accordance with the values, perhaps even in cash payment.
    One of the biggest economic illusions of our time is the plastic money, more commonly called the Credit Card. It is a necessary evil, but may represent the rope that will hang hypothetically financially whole family. Care should be taken with the use of credit and remember that the higher the amount granted in loans, the higher the trap for you. The ideal is to use it only in emergencies and keep spending under strict control, otherwise all suffer mired in debt often "priceless" generated by very high interest financing with Credit Card. Think before you go spending by credit account and better analyze the view shopping opportunities. If it does not for the view, use the method of FDI, hold a bit your goals, save and save enough to warrant a purchase order. Will be worth it, I'm sure.

     Brazilian Writer Text Tony Casanova - Copyright reserved to the author. The copying, collage, reproduction or disclosure of any kind in any medium, in whole or part without the express permission of the author under penalty of infringement ace Brazilian Laws and International Protection of Intellectual Property Rights. The use of this work without respect for due credit to the author incur Plagiarism Crime.

.............................................................................................................................

Economía - Cómo ahorrar dinero para ir de compras a la vista. [A Tony Casanova]

En tiempos difíciles, donde el dinero va a los bolsillos de rara todos nosotros, la solución es recortar el gasto considerado superfluo (tiempo de palabra de FHC y que ahora está en desuso), contienen algunos gastos extras, salvo en lo necesario. Pero el punto es que la ganancia mensual ya es tan baja que hacer recortes es casi un suicidio. Hoy he decidido ser radical y voy a hacer una pequeña propuesta loco por ti mi amigo, mi amigo lector. A partir de hoy va a imponer su economía un nuevo impuesto; IED - Impuesto sobre Economía Doméstica.
  El IED funciona así; Por cada compra que realice la recolección de una tasa del 10% (Nuestro índice se IAED - Inicio Índice de Ajuste Economía.). La tasa de recogida debe ser depositado en una cuenta de ahorros o incluso salvó. Ella servirá como la grasa al final de cada mes y fortalecerá la capital para gastos futuros. Una garantía equivalente a un ahorro mensual. Pero vale la pena un par de recordatorios:

Aprender a presupuesto de capital de IED es vital para la salud financiera de la familia. Si haces lo correcto todo irá bien, pero cada esfuerzo será en vano.
Retención IED sólo traerá daño a toda la familia, después de todo es una capital que no sale de su administración y que servirá para fortalecer los gastos futuros. Esté colección fiel y mensual la tasa de depositarlo en ahorros o almacenar en un lugar seguro.
Usted no tiene que preocuparse acerca de los términos, son sólo ejemplos, al final es la misma economía doméstica.
No ayudará intenta guardar si el objetivo es gastos extras. Cortar los gastos innecesarios, gastos innecesarios, promover la contención de costes. Si nada de esto se hace no se puede hacer que los sueños de comodidad financiera de su familia a vivir a la molestia de la deuda.

     Para facilitar el cobro de la tasa de impuestos, calcularlo sobre el valor total de las compras, así que si usted compró R $ 300,00 en el supermercado, recoger £ 30.00 para la IED. Recuerde que usted debe calcular todos los gastos de la familia, es decir, supermercado, almacén, farmacia, piezas de automóviles, escuela, ocio, todo lo que se gastó tienes que recoger el 10% de la IED. Usted debe estar preguntándose por qué todo esto. Te lo diré: En primer lugar, porque este impuesto se paga con gusto. No lo hará para el bolsillo de cualquier otra persona a menos que su y sólo depende de su administración para ser utilizado correctamente. En segundo lugar, porque representa la oportunidad de canjear el hábito ya olvidado de ahorrar y ahorrar. En tercer lugar se asegurará de reserva financiera para usted y su familia a alcanzar sus metas y de conformidad con los valores, tal vez incluso en el pago en efectivo.
    Una de las mayores ilusiones económicas de nuestro tiempo es el dinero de plástico, más comúnmente llamada la tarjeta de crédito. Es un mal necesario, pero puede representar la cuerda que se colgará hipotéticamente financieramente toda la familia. Se debe tener cuidado con el uso del crédito y recuerde que cuanto mayor sea la cantidad concedida en préstamos, mayor es la trampa para usted. Lo ideal es utilizar sólo en casos de emergencia y mantener el gasto bajo control estricto, de lo contrario todos sufrimos sumidos en la deuda a menudo "no tiene precio" generado por la financiación de interés muy alta con la tarjeta de crédito. Piense antes de ir gastos por cuentas de crédito y analizar mejor las oportunidades comerciales vista. Si no es por la vista, utilizar el método de la IED, mantenga un poco sus objetivos, ahorrar y ahorrar lo suficiente como para justificar una orden de compra. Valdrá la pena, estoy seguro.

     Escritor Texto brasileño de Tony Casanova - Copyright reservado al autor. La copia, collage, reproducción o divulgación de cualquier tipo en cualquier medio, total o parcialmente, sin el permiso expreso del autor bajo pena de infracción ace leyes brasileñas y Protección Internacional de los Derechos de Propiedad Intelectual. El uso de este trabajo sin respetar el debido crédito al autor incurrir en plagio Delito.

Seguidores do Google