Sexo sem desejo | Relacionamento sem futuro.


Pode até haver quem imagine que uma relacão sexual seja algo momentâneo e sem importância, mas aquilo que para uns não passa de algo de momento, para outros é algo muito sério. O sexo não é algo que realiza somente o prazer físico, mas também mexe muito com o emocional e principalmente com o psicológico das pessoas e olha que não estou me referindo apenas ás mulheres, mas aos homens também. Apesar de vivermos em uma época onde se busca o sexo fácil, ele ainda causa danos por ser uma prática especificamente importante na vida humana. Buscando estabelecer um parâmetro na nossa conversa, farei uma pergunta que você deverá responder a você mesmo(a) na tua consciência: Como você tem mantido suas relações sexuais, que importância tem dado a elas? Eu sempre costumo dizer em conversas que tenho com amigos e amigas, que o sexo não é só química como dizem, mas também é emoção e se origina na mente, mesmo antes da química acontecer.
É preciso desejo antes de uma relação sexual, mas não é só isso. Antes de nascer o desejo é preciso pensar nele para que se dê seu nascimento. O desejo não surge atoa, do nada. São precisos alguns elementos como a visão do que se deseja, a aproximação do que se deseja e a entrega a quem se deseja. Para muitos casados, namorados ou noivos, o desejo é a chave da continuidade da relação. Se não há desejo tudo fica morno, sem sentido, sem prazer. O sexo não deve ser praticado como obrigação, tipo deita, faz e vai dormir. Estes procedimentos são típicos de quem perdeu o desejo, mas quer manter o relacionamento e se entrega sem sentir prazer algum. Sexo também não deve ser baseado apenas no desejo físico, mas deve-se buscar o prazer psicológico e emocional também.
Manter um relacionamento sem desejo é possível, mas não por muito tempo. Não há relacionamento que sobreviva sem a chama da paixão inicial, sem o desejo ou um relacionamento sexual prazeroso para os dois. Observando que o desejo físico é como a fome; ela é saciada, mas volta, porque o corpo quer respostas nas suas carências e precisa ser saciado sempre que for necessário. Quanto ao prazer banal, aquele em que não há compromisso algum de nenhuma das partes, este é enfadonho e arriscado porque cada parte estará buscando sempre e com pessoas diferentes, onde há o risco de apaixonar-se e acreditar em uma relação mais aprofundada.Não raro existem casos de amor platônico entre pessoas que se dão ao sexo sem nenhum envolvimento emocional. Este fato ocorre justamente porque o sexo é importante fator de aproximação e à medida que se pratica o nível de envolvimento é maior.
No casamento, procurar manter o matrimônio sem que exista mais desejo, dada a passagem dos anos e o desgaste da relação, é comum que se convencione que é mais fácil buscar outra fonte de prazer para saciar o desejo, seja de forma solitária, com outras pessoas ou mesmo usando objetos de fetiche, uma prática que culmina de vez com o relacionamento. Tais atitudes são as últimas pás de areia no matrimônio. A saída é sempre se expor ao outro em conversa aberta e juntos tentarem formas de prazer que satisfaça a ambos e mantenha o relacionamento intocado. Condicionou-se ao longo dos anos, principalmente após o grito pela liberdade sexual, que é melhor tentar virar-se sozinho que pedir ajuda ao outro, mas esta decisão é um tiro no próprio pé, tendo em vista que existe um compromisso firmado entre ambos e nenhum dos dois pretende permanecer na insatisfação sexual sem que o outro faça nada para solucionar o problema. Sem o sexo nenhum namoro, noivado ou casamento se sustenta, mas é possível retomar as ações e resgatar o desejo que foi perdido, desde que se esteja disposto a isso. Soluções isoladas não são soluções, apenas paliativos, que no mínimo só irá agravar a situação entre o casal. Pense nisso.

Texto do escritor Tony Casanova . Direitos Autorais Reservados ao autor. Estão proibidas as cópias, colagens, divulgação em qualquer meio ou reprodução de qualquer natureza, do todo ou parte desta obra , sem a autorização expressa do autor sob pena de transgressão ás Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Intelectuais. O desrespeito implicará na aplicação das Sanções Penais cabíveis de acordo com a Legislação em vigor.

...............................................................................................................................

Sex without desire | no future relationship.

There may even be those who imagine that a sexual relationship is something momentary and unimportant, but what for some is just something for the moment, for others it is something very serious. Sex is not something that only performs physical pleasure, but also moves a lot with the emotional and especially with the psychological and looks of people that I am not referring only to women but to men as well. Though we live in an age where we seek the easy sex, it still causes damage to be a particularly important practice in human life. Seeking to establish a parameter in our conversation, I will do a question you should answer yourself (a) in your conscience: How have you kept your sex, how important has given them? I usually always say in conversations I have with friends and friends, that sex is not only chemistry as they say, but also emotion and originates in the mind, even before chemical happen.
    It takes desire before a sexual relationship, but that's not all. Before being born desire is to think in it for, to give birth. The desire does not come for nothing, from nothing. It takes some elements like the vision of what you want, the approach that you want and delivery to those who want. For many married, lovers or boyfriends, desire is the key to the continuity of the relationship. If there is no desire everything is warm, meaningless, without pleasure. Sex should not be practiced as an obligation, like lies, does and goes to sleep. These procedures are typical of those who lost the desire, but wants to maintain the relationship and delivery without feeling any pleasure. Sex also should not only be based on physical desire, but should seek psychological and emotional pleasure as well.
    Maintain a relationship without desire is possible, but not for long. There is no relationship survive without the flame of initial passion, without desire or a pleasant sexual relationship for both. Noting that physical desire is like hunger; it is sated, but back because the body wants answers on their needs and to be satiated when necessary. As for the banal pleasure, one in which there is no compromise any of either party, this is tedious and risky because each party will be seeking ever and with different people, where there is the risk of falling in love and believe in a more aprofundada.Não relationship there are rare cases of platonic love between people who take the sex without any emotional involvement. This occurs precisely because sex is important factor approach and as you practice the level of involvement is greater.
    In marriage, seek to maintain the marriage unless there is more desire, given the passage of time and the wear of the relationship, it is common to convencione it easier to get another source of pleasure to satisfy the desire, is in solitary, with other people or even using fetish objects, a practice that culminates once the relationship. Such attitudes are the latest sand shovels in marriage. The output is always exposed to another in open conversation and together try forms of pleasure that satisfies both and keep the relationship untouched. Was conditioned over the years, especially after the cry for sexual freedom, it is better to try to turn itself off to get help to each other, but this decision is a shot in the foot, given that there is a commitment signed by both and neither intends to remain in sexual dissatisfaction without the other does nothing to solve the problem. No sex no courtship, engagement or marriage is based, but it is possible to resume the action and rescue the desire that has been lost, provided you are willing. Individual solutions are no solutions, only palliative, which at least will only aggravate the situation between the couple. Think about it.

    Text writer Tony Casanova. Copyright reserved to the author. Prints, collages, disclosure or reproduction in any medium whatsoever, of all or part of this work without the express permission of the author under penalty of transgression ace Brazilian law and International Protection to Intellectual Rights are prohibited. Failure to comply will result in the application of appropriate criminal penalties in accordance with the legislation in force.

........................................................................................................................

El sexo sin deseo | ninguna relación futura.

Puede haber incluso aquellos que se imaginan que una relación sexual es algo momentáneo y sin importancia, pero lo que para algunos es sólo algo por el momento, para otros es algo muy serio. El sexo no es algo que sólo realiza el placer físico, pero también se mueve mucho con lo emocional y sobre todo con la psicológica y se ve de la gente que yo no me refiero sólo a las mujeres sino a los hombres también. A pesar de que vivimos en una época donde buscamos el sexo fácil, todavía causa daño a ser una práctica particularmente importante en la vida humana. Buscando establecer un parámetro en nuestra conversación, me haré una pregunta que debe responder a ti mismo (a) en su conciencia: ¿Cómo has guardado tu sexo, lo importante que les ha dado? Por lo general siempre digo en las conversaciones que tengo con los amigos y los amigos, que el sexo no es solamente la química como se dice, sino también la emoción y se origina en la mente, incluso antes de que suceda química.
    Se necesita el deseo antes de una relación sexual, pero eso no es todo. Antes de ser el deseo nacido es pensar en él para, para dar a luz. El deseo no viene de la nada, de la nada. Toma algunos elementos como la visión de lo que quiere, el enfoque que desea y la entrega a los que quieren. Para muchos casados, amantes o novios, el deseo es la clave para la continuidad de la relación. Si no hay deseo todo es cálido, sin sentido, sin placer. El sexo no debe ser practicado como una obligación, como la mentira, hace y se va a dormir. Estos procedimientos son típicos de los que perdieron el deseo, pero quiere mantener la relación y entrega sin sentir ningún placer. El sexo también no sólo debe basarse en el deseo físico, sino que debe buscar el placer psicológico y emocional.
    Mantener una relación sin deseo es posible, pero no por mucho tiempo. No hay ninguna relación sobrevivir sin la llama de la pasión inicial, sin deseo o una relación sexual agradable para ambos. Tomando nota de que el deseo físico es como el hambre; está saciado, pero de nuevo, porque el cuerpo quiere respuestas a sus necesidades y para ser saciado cuando sea necesario. En cuanto al placer banal, una en la que no hay compromiso alguno de cualquiera de las partes, esto es tedioso y arriesgado, porque cada partido buscará nunca y con diferentes personas, donde existe el riesgo de caer en el amor y creer en una relación más aprofundada.Não hay casos raros de amor platónico entre las personas que toman el sexo sin ningún tipo de implicación emocional. Esto ocurre precisamente porque el sexo es importante enfoque de los factores y medida que la práctica el nivel de participación es mayor.
    En el matrimonio, buscan mantener el matrimonio a menos que haya más ganas, dado el paso del tiempo y el desgaste de la relación, es común convencione que sea más fácil para conseguir otra fuente de placer para satisfacer el deseo, es en solitario, con otros personas o incluso el uso de objetos fetiche, una práctica que culmina una vez la relación. Estas actitudes son las últimas palas de arena en el matrimonio. La salida está siempre expuesto a otro en una conversación abierta y juntos tratar formas de placer que satisface tanto y mantener la relación intacta. Fue acondicionado en los últimos años, sobre todo después de que el clamor por la libertad sexual, es mejor tratar de apagará automáticamente para obtener ayuda a la otra, pero esta decisión es un tiro en el pie, dado que existe un compromiso firmado por ambos y tampoco tiene la intención de permanecer en la insatisfacción sexual sin el otro no hace nada para resolver el problema. Nada de sexo sin cortejo, compromiso o el matrimonio se basa, pero es posible reanudar la acción y rescatar el deseo de que se ha perdido, siempre y cuando esté dispuesto. Soluciones individuales hay soluciones, solamente paliativos, que al menos no hará sino agravar la situación entre la pareja. Pensar en ello.

    Escritor del texto de Tony Casanova. Derechos de autor reservados al autor. Estampas, collages, divulgación o reproducción en cualquier medio que sea, de la totalidad o parte de este trabajo sin el permiso expreso del autor, bajo pena de la ley brasileña as transgresión y la Protección Internacional de los Derechos Intelectuales están prohibidos. El incumplimiento dará lugar a la aplicación de sanciones penales correspondientes, de conformidad con la legislación vigente.

Seguidores do Google