Gospel | A vontade de Deus | Tony Casanova

Ao nascermos, somos preparados para a vida. Aprendemos tudo sobre o certo e o errado através dos nosso pais, amigos e familiares. Somos cercados de amor, carinho e dedicação. Somos enfim preparados para viver. Mas por que aqueles que nos preparam tanto para a vida, também não nos preparam para seu fim? Ora meus queridos leitores, porque eles também não estão preparados para a morte. Ninguém está.
Diante de um ente querido, um amigo ou familiar que se vai, surgem tantos questionamentos que fazemos a Deus. O principal deles é o por que. Por que alguém tão jovem, que não fazia mal a ninguém, por que ela, porque logo ele? Questionamos porque não aceitamos a perda. Não colocamos em nossas mentes que a vida tem início, meio e fim. É estranho pensar que alguém aceite passivamente a morte. Dentro das nossas limitações de pensamentos, nós criamos os gêneros para vários tipos de morte, ou seja, morte trágica, morte tranquila, morte assim e por ai segue-se, mas o fato é que para Deus não há morte definida, apenas morte ou final, encerramento da vida. Somos nós os responsáveis por cuidar dos nossos corpos e Deus responsável por cuidar do nosso espírito, sendo assim um corpo pode estar destroçado, mas o espírito estará intacto.
Talvez seja estranho dizer isso, talvez você se assuste, mas qual a utilidade dos corpos para Deus, senão a nossa alma e o nosso espírito? Ao morrermos é para seus braços que seguimos, não com estes velhos e perecíveis corpos, mas como novas criaturas, portanto se hoje choramos nossos mortos, não é pelos espíritos que não vemos, pelas almas, mas pelos corpos que se faziam presentes entre nós. O conforto para os que choram é que o espírito permanece e nunca será tocado ou destruído, estará sempre vivo sem que para ele haja um final. Quanto ao fato de aceitarmos ou não a vontade divina de levar consigo aquele que nos são caros, é bom que saibamos que também nós seremos levados um dia e isto não depende de aceitarmos ou não.
Para aqueles que ficam e povoam o mundo dos vivos, o melhor a ser feito é cuidar para que Deus encontre em nós razão suficiente, não para nos livrar da morte física, mas para garantir que também nós estejamos com Ele em espírito. Não é por muito desejarmos que todos aqueles que amamos haverão de tornar-se imortais, ninguém possui esta condição exceto o próprio Deus, mas se aceitarmos a vontade de Deus para nossos ente queridos, fica bem mais fácil lidar com suas perdas. Não devemos imaginar a morte como o final de tudo, mas apenas o começo de uma vida mais tranquila e repleta de paz e todos que dela gozam, nos esperam para que com eles estejamos reunidos um dia. Somos todos do pó e ao pó teremos que retornar, desta ou daquela forma, não importa, é para o pó que iremos.
Aos que se vão, manifestemos nosso amor, nossa tristeza e nossas lembranças, mas lembremos de que há uma vida a ser seguida e que precisamos estar fortes para que nossa jornada seja o mais longa possível antes de mudarmos de plano. Até lá só nos resta pedir a Deus que nos abençoe e nos dê razões para continuar lutando e prosseguindo na nossa árdua caminhada que é a vida que escolhemos viver.


Texto do Escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais reservados. Proibida a cópia, colagem, reprodução total ou parcial de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio sem autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos constitui-se em crime previsto nas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais e Propriedade Intelectual e está passiva de punição legal cabível de acordo com a Legislação em vigor.  
......................................................................................................

Gospel | The will of God | Tony Casanova

When we are born, we are prepared for life. We learned all about the right and wrong through our parents, friends and family. We are surrounded by love, care and dedication. We are finally ready to live. But for those who prepare us both for life, they did not prepare us for your order? Now my dear readers, because they also are not prepared for death. No one is.
In the face of a loved one, a friend or family member that will arise many questions that we do to God. Chief among them is why. For someone so young, that did not hurt anyone, why her, because soon it? We question why not accept the loss. We do not put in our minds that life has a beginning, middle and end. It is strange to think that someone passively accepted death. Within our limited thoughts, we create genres for various types of death, or tragic death, peaceful death, death as well and there follows, but the fact is that for God there is no definite death, only death or end, end of life. We are responsible for taking care of our bodies and God responsible for taking care of our spirit, and thus a body may be broken, but the spirit is intact.
Maybe it's weird to say this, you may be surprised, but what is the use of bodies to God, but our soul and our spirit? To die is to his arms that follow, not with these old and perishable bodies, but as new creatures, so if today mourn our dead, is not the spirits that do not see, for souls, but the bodies that were present among us. The comfort for those who mourn is that the spirit remains and will never be touched or destroyed, will always be alive without him there is a final. As for whether or not we accept the divine will to take with you that we hold dear, it's good to know that we too will be taken one day and it does not depend on accepting or not.
For those who stay and populate the world of the living, the best thing to do is to see that God find in us enough reason not to get rid of the physical death, but also to ensure that we are with him in spirit. Not by much wish that all those who love there will become immortal, no one has this condition except God himself, but if we accept God's will for our loved ones, it is much easier to deal with their losses. We should not imagine death as the end of everything, but just the beginning of a more peaceful life and full of peace and all that it shall enjoy in the hope that with them we are meeting one day. We are all dust and to dust we shall have to return, this way or that, does not matter, to dust we will.
To those who will, manifest our love, our sorrow and our memories, but let us remember that there is a life to be followed and we need to be strong for our journey is the longest possible before we change plan. Until then we can only ask God to bless us and give us reason to continue fighting and continuing in our arduous journey that is the life we ​​choose to live.

Text Brazilian writer Tony Casanova. Copyright reserved. The copying, collage, total or partial reproduction of any kind or dissemination in any medium without the express prior permission of the author. Violation of these rights constitutes a crime under the Brazilian law and protection of the International Copyright and Intellectual Property and is passive legal punishment applicable according to the legislation in force.

.....................................................................................................................................

Evangelio | La voluntad de Dios | tony Casanova

Cuando nacemos, estamos preparados para la vida. Hemos aprendido todo sobre el bien y el mal a través de nuestros padres, amigos y familiares. Estamos rodeados de amor, cuidado y dedicación. Por fin estamos listos para vivir. Sin embargo, para los que nos tanto prepararse para la vida, que no nos preparan para su pedido? Ahora mis queridos lectores, ya que también están sin preparar para la muerte. Nadie lo es.
En el rostro de un ser querido, un amigo o miembro de la familia que va a surgir muchas preguntas que hacemos a Dios. El principal de ellos es la razón. Para alguien tan joven, que no hace daño a nadie, ¿por qué ella, porque pronto? Nos preguntamos por qué no aceptar la pérdida. No ponemos en nuestra mente que la vida tiene un principio, medio y final. Es extraño pensar que alguien acepta pasivamente la muerte. Dentro de nuestros pensamientos limitados, creamos géneros para diversos tipos de muerte, o la muerte trágica, muerte pacífica, la muerte y así no se indica, pero el hecho es que para Dios no hay muerte definitiva, sólo la muerte o final, final de la vida. Somos responsables de cuidar de nuestros cuerpos y responsable a Dios por cuidar de nuestro espíritu, y por lo tanto un cuerpo puede ser roto, pero el espíritu está intacto.
Tal vez es raro decir esto, usted puede ser sorprendido, pero ¿cuál es el uso de cuerpos a Dios, pero nuestra alma y nuestro espíritu? Morir es sus brazos que siguen, no con estos cuerpos viejos y perecederos, sino como criaturas nuevas, por lo que si hoy lloran nuestros muertos, No son los que no ven, por las almas, pero los cuerpos que estaban presentes entre nosotros. La comodidad para los que lloran es que el espíritu permanece y nunca se tocó ni se destruye, siempre estar vivo sin él no es un final. En cuanto a si aceptamos o no la voluntad divina para llevar con usted que lo que apreciamos, es bueno saber que nosotros también seremos tomados un día y que no depende de la aceptación o no.
Para los que se quedan y poblar el mundo de los vivos, lo mejor que puede hacer es ver que Dios encuentre en nosotros lo suficiente razón para no deshacerse de la muerte física, sino también para asegurar que estamos con él en espíritu. No por mucho deseo de que todos los que aman habrá convertido en inmortal, nadie tiene esta condición, excepto Dios mismo, pero si aceptamos la voluntad de Dios para nuestros seres queridos, es mucho más fácil tratar con sus pérdidas. No debemos imaginar la muerte como el final de todo, pero sólo el comienzo de una vida más tranquila y llena de paz y todo lo que gozará con la esperanza de que con ellos se reúnen un día. Todos somos polvo y al polvo vamos a tener que volver, tal o cual manera, no importa, al polvo que lo haremos.
Para aquellos que, manifestar nuestro amor, nuestro dolor y nuestra memoria, pero recordemos que hay una vida a seguir y tenemos que ser fuertes para nuestro camino es el más largo posible antes de cambiar el plan. Hasta entonces sólo podemos pedir a Dios que nos bendiga y nos dan razones para seguir luchando y continuar en nuestro arduo viaje que es la vida que elegimos vivir.

Texto escritor brasileño, Tony Casanova. Los derechos de autor reservados. La copia, el collage, la reproducción total o parcial de cualquier tipo o difusión en cualquier medio sin la previa autorización expresa del autor. La violación de estos derechos constituye un crimen bajo la ley brasileña y la protección de la Internacional de Autor y la Propiedad Intelectual y es castigo legal pasiva aplicables de acuerdo con la legislación vigente.
          

Seguidores do Google