O sono de um anjo. - (Tony Casanova).


Te vejo ao leito, doce e adormecida,
Rostinho gentil, face pueril e delicada,
Repousa e dorme minha querida,
Em seu descanso imaculada.

Perdi meu sono a admirá-la
Ali tão bela e pura na meiguice,
De tão tranquila, nem quis tocá-la,
A amaria mais, se mais a visse.

Ante tamanha candura,
Contida naquela jovem adorada,
Me pus a olhar com doçura,
O descansar da minha amada.

Quão excelente criatura,
Deu-me Deus para amar,
Que graça, que formosura,
Um anjo a ressonar.

Ali em seu leito descansando,
Está o meu anjo querido,
No céu dos sonhos voando,
O meu anjinho preferido.

Que menina, que mulher,
Minha Luzia!
Quanto carinho e candura!
Semelhante ao meu anjinho,
Não há outra criatura.

*** Dedicado a minha esposa Luzia Couto. ***

Todo os Direitos Autorais da obra estão reservados à Tony Casanova. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer espécie ou em qualquer meio sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2104 By Brazilian Writer Tony Casanova - All Rights Reserved.

Seguidores do Google