Relacionamento - O príncipe dos meus sonhos.


Por mais que possamos achar um sonho, amar as vezes pode tornar-se um verdadeiro pesadelo quando já se teve algumas experiências desagradáveis. Este fato ocorre porque no período em que estamos apaixonados nos tornamos muito sensíveis, exageradamente felizes e descuidados em relação ao outro. Mergulhamos tão profundamente na paixão que acreditamos em todas as palavras que ouvimos e esquecemos que todo ser humano possui gostos próprios, desejos e vontades que serão “ameaçadas” durante a relação. Até mesmo para quem está apaixonado é difícil, complicado demais renunciar aos próprios gostos. Mas ao mesmo tempo em que sentimos dificuldade para renunciar, exigimos do outro que renuncie. A primeira decepção vem na resistência que se encontra, as vezes até mesmo para tocar no assunto, o que deixa mais do que claro que não existe a disposição para a renúncia.
Evidentemente nem todos são assim. Muitos casais lidam muito bem com a questão e com isso demonstram um alto grau de maturidade e um preparo muito bom para a convivência a dois. O ideal entre aqueles que se unem é saber separar o real do sonho. No sonho o outro é sempre perfeito, livre de defeitos e disposto a qualquer renúncia. Não é verdade! Sabemos que na melhor das hipóteses, pode-se encontrar alguém com um grau maior de maturidade, que saiba exibir suas qualidades e ocultar seus defeitos, mas longe da perfeição, em qualquer relacionamento existe o ponto de atrito. É óbvio que a maturidade varia de acordo com a pessoa e em muitos casos a teimosia ganha espaço nas relações. Uma união feliz não é aquela em que o casal sempre está sorrindo, pelo contrário! Sorrir nem sempre é sinal de felicidade. É preciso lidar com o real sem perdermos o contato com o sonho. Sonhar é preciso para mantermos viva a esperança que é vital para acreditarmos no outro.
É correto imaginarmos que ao longo da vida a dois teremos muitas decepções, mas esta não deve ser a razão da preocupação, mas deveríamos nos preocupar em estarmos preparados para lidar com as situações adversas que surgirão. As decepções são produtos dos sonhos mal realizados nos quais acreditávamos no perfeito que jamais nos magoaria. Ora, sabemos que o que nos decepciona é o que não esperamos, portanto se estivéssemos preparados, não haveria decepção. A vida a dois deve ser pautada na realidade, onde devemos ter noção do que é sonho e o que é real, desta forma podemos viver felizes sem sofrermos as consequências de tantas decepções.
Texto do Escritor Brasileiro Tony Casanova . Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação total ou parcial de qualquer natureza ou em qualquer meio sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2014 by Brasilian Writer Tony Casanova . All Rights Reserved.

Seguidores do Google