Uma flor em minha vida. - Tony Casanova.


#Arte, #Cultura, #Literatura
Não fosse a divina inspiração em minha vida, conduzindo-me em breves lampejos de sonhos felizes, como poderia eu preso a raízes, ter conhecido a minha querida? Se hoje recebo na face o brilho reluzente da doce felicidade, como antes eu sonhara envolto em meus laços de vaidade, graças aos dons da minha amada, amor, carinho e amizade. Sonhos que outrora sozinho não sonhei, pois sonhos solitários não vivem, os meus sonhos aos sonhos dela juntei e juntos sonhamos a eternidade.
Tão solitária flor que hoje perfuma-me o lar com tanta ternura e calor, que seria eu sozinho, sem ter os dengos, o carinho que tenho do meu amor? A vida que sorriu-me de maneira tão gentil, agraciou-me divinamente com ela, a flor mais linda e mais bela que a natureza já viu. Um encanto nas palavras, um mimo genial no sorriso, duas almas, duas vidas, um amor, um paraíso. Como haverei de agradecer ao Pai, uma benção tão especial, que dizer, que fazer por um Pai tão colossal?
Trago então eu, dentro da alma lavada, a razão mais linda de sonhar, que é dormir e acordar com um anjo em minha cama, razão principal de quem ama, poder ter um anjo na vida e não somente agradecê-la, mas fazer por merecê-la e nunca tê-la por esquecida. Obrigado, oh! Pai, por tão graciosa oferta de dar-me a mulher amada, que seja então mais que emoção, que eu possa dar a minha querida, que seja infinita a razão, o amor entre eu e a flor, que dure mais que a morte e que resista a própria sorte e toda paixão desta vida.

Texto do Escritor Brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução ou divulgação de qualquer espécie ou em qualquer meio sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2014 By Brazilian Writer Tony Casanova – All Rights Reserved.

Seguidores do Google