O mercado, a mulher e a moda.


A Moda está tão ligada a mulher quanto a sua própria vaidade e nestas últimas décadas as variações no mundo fashion foram impressionantes. Um setor que evolui com a mesma velocidade da Tecnologia, ou seja, em um dia tudo pode ser mudado com variações que vão desde os tons usados, os cortes, as tendências para cada estação. Ainda criança, toda mulher desenvolve sua vaidade, seus gostos, sua vontade de estar bem consigo e para o mundo. Ali percebe-se o quanto a moda e suas tendências influenciam as mulheres. Isto fica claro quando nossas filhas já começam a querer pentear sozinhas o próprio cabelo, olham-se por demasiado no espelho, passam a escolher com quais roupas desejam sair. A vaidade feminina é algo vital para o seu bem estar, para a construção do seu ego, da sua estima.
É incrível percebermos como os gostos variam de acordo com o humor das pessoas. Feliz e de bem com a vida, uma mulher vai até o guarda-roupas e inicia aquela guerra para escolher uma roupa entre os modelos que possui, mas se está desolada e triste, simplesmente pega o primeiro que surgir e veste-o. Fica quase que a certeza de que uma mulher feliz veste-se melhor, escolhe melhor, sorri melhor e consequentemente vive melhor. É difícil, muito complicado tentar entender ou explicar o elo que prende a mulher à vaidade, mas ninguém pode negar que ele exista. Apesar de tanta evolução no setor de moda e tecnologia, na sua essência a mulher permanece como sempre, conservando a doçura nos gostos, a fragilidade de emoções e a incerteza das paixões. A verdade é que o mundo da moda, sem as mulheres e sua vaidade estaria perdido! Com a auto-estima a todo vapor, as mulheres são capazes de movimentar um mercado que rende bilhões de dólares.
Como a vaidade feminina vai muito além das roupas, outros setores industriais como o de cosmética, acessórios, jóias, veículos e prestação de serviços básicos para mulheres também aquecem e forma-se a corrente pró comércio da mulher. Óbvio que elas adoram tudo isso e não é pra menos, possuem diversos segmentos de mercado voltados exclusivamente para elas, visando o farto consumos dos produtos e serviços oferecidos. Só podemos nos render a tanta atenção dispensada e dizer, a tempo: Viva a mulher!

Texto do Escritor Brasileiro Tony Casanova – Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele, sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais.
Copy Right 2014 by Brazilian Writer Tony Casanova. All Rights Reserved.

Seguidores do Google