Sexo durante a gravidez, pode?


O sexo pode ser praticado durante a gravidez? Pode e segundo especialistas relações sexuais durante a gestação ajudam no relaxamento da gestante. Outra questão é que neste período algumas mulheres costumam sentir mais desejo de relacionar-se. Mas isto pode ser prejudicial ao feto? Ainda segundo especialistas não, desde que se respeite o conforto e as condições de mobilidade da mulher, as relações sexuais na gravidez são bem vindas e até recomendadas para as mulheres que sentem aumentar o desejo neste período. Então porque algumas mulheres não querem relacionar-se neste período? Os efeitos da gestação pode variar de mulher para mulher e nem todas sentem aumentar o desejo. Isto se deve a uma série de fatores, mas o principal está ligado à condição psicológica e emocional de cada uma. Com o aumento da sensibilidade emocional, algumas mulheres sofrem alterações de humor tornando-se mais emotivas, chorando e irritando-se facilmente, mas não só o humor é alterado, em alguns casos o desejo também sofre alterações e a mulher perde o apetite sexual. Dependendo do grau desta reação ela pode vir até a rejeitar o a aproximação do parceiro.
Os homens não devem estranhar uma rejeição neste período ou mesmo um ataque sexual da esposa, estas reações são naturais e irão passar após o período da gestação quando tudo voltará ao normal. Mas como os homens devem proceder nestes casos? É recomendado que se tenha muita paciência no caso de haver rejeição por parte da mulher. É possível buscar orientação psicológica caso ache necessário nestes casos, mas jamais imagine que está sendo traído, que ela não te ama mais e etc. Isto só pioraria a situação, além disso poderia culminar com a separação do casal, o que não é o caso aqui. Agora se a esposa fica cheia de desejo durante a gravidez, obviamente você deve satisfazê-la. Alguns cuidados devem ser tomados nas relações sexuais neste período, eu separei alguns, vamos lá:

A importância das carícias. Todos nós sabemos que as carícias ou preliminares são importantes em qualquer situação, não só na gestação, mas é justamente durante a gravidez que elas se tornam excepcionalmente vitais. Não devemos esquecer que as mulheres tornam-se mais sensíveis, afetuosas, meigas e emotivas quando gestantes e por isso precisam de um número de carinhos, uma atenção maior.
As posições. Derrubado o mito de que a mulher ou o feto podem machucar-se, o que resta é a verdade de que existem posições que podem ser praticadas em períodos normais, mas que na gestação são extremamente desconfortáveis. Pensando nisso o parceiro deve ser paciente e conduzir a relação sempre pensando na posição mais confortável para a mulher e o feto. Suavidade é tudo nesta situação, por isso vale esquecer aquela coisa de bancar o touro e partir pra cima deixando isso para quando for possível, afinal você não quer que ela comece a chorar bem no meio da relação.
O término. No final da relação, não só durante a gestação, mas em qualquer período, as mulheres costumam gostar de carinhos, beijinhos e carícias. Elas adoram atenção e as grávidas principalmente. Nada de terminar, virar para o lado e roncar. Converse com ela, sorria, beije-a carinhosamente. Distribua afagos nos cabelos, diga o quanto a ama. Ela merece, afinal o pimpolhinho que está vindo é de vocês, assim existe mais uma razão para que estejam felizes.
Acima de tudo que foi escrito aqui, existe algo que toda gestante adora! É quando o pai começa a dedicar-se ao filho ainda na barriga. Converse com o rebento, faça carícias na barriga, beije-a, esteja sempre por perto, assim ela estará sentindo-se segura e bem mais confiante.
Espero que tenham gostado da matéria e se desejarem, deixem seus comentários dando opiniões, sugestões e críticas. Abração e até a próxima.

Texto do Escritor Brasileiro Tony Casanova – Direitos Autorais Reservados ao autor. Proibida a cópia, colagem, reprodução de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio, do todo ou parte dele sem autorização expressa do autor sob pena de infração ás Leis Brasileiras de Proteção aos Direitos Autorais. Copy Right 2104 by Brazilian Writer Tony Casanova – All Rights Reserved.

Seguidores do Google