Erotismo e Pornografia | Práticas de um mundo moderno. | Tony Casanova

O erotismo, mesmo com o passar dos séculos é sempre um assunto atual e polêmico. O tema sexo ainda mexe com o tabu das pessoas e provoca constrangimentos, o que na minha opinião é um bom sinal. Penso que não poderia ser diferente ao tratarmos de um assunto tão intimamente ligado a nós, tão nosso. Apesar da existência do tabu, há uma luta silenciosa para derrubá-lo, torná-lo trivial. Dentro das áreas artísticas distinguimos duas formas de apresentar as relações sexuais; a forma erótica e a pornográfica. Hoje vamos examinar com calma estas duas maneiras com que são tratadas as relações sexuais.

O Erotismo - É óbvio que a ação erótica está mais ligada à mente de quem vê do que propriamente ao que o artista desejou comunicar. As vezes uma imagem pode tornar-se bastante excitante ainda que nela o artista tenha tentado transmitir doçura, singeleza,. Isto ocorre porque o erotismo envolve a imaginação e nos proporciona margem ao lúdico. É possível dizermos que uma tela é uma poesia pintada, algo que mergulha em nossas mentes e faz brotar palavras para descrever a cena que vemos e por fim desejamos viver. Só é possível percebermos o quanto de poesia há em uma imagem se observarmos o conjunto da obra em suas minúcias, no olhar capturado, na leveza do movimento congelado, na suavidade da pele, na sensualidade da postura. O erótico não é feito para chocar, mas para produzir pensamentos, instigar a imaginação, conduzir o observador a um mundo só seu.

A Pornografia - Ela representa o nu e o crú sem disfarces. Depois de apresentada, encerra-se como uma cortina de Teatro após o fim do espetáculo. No pornográfico não há doçura, nenhum elemento que se possa dizer artístico por conta da ausência de magia, de encanto. A principal função do pornográfico é exibir e só exibir, sem reservas, ressalvas ou pudores. Eu diria que a pornografia exerce o papel daquele indivíduo que ao invés de produzir o encanto fazendo mágicas, ele procura revelar o segredo de todas as mágicas que conhece, vulgarizando assim um terreno antes místico e encantado, tirando dele o valor que possuía. Há quem encontre prazer em um filme cujo início, o meio e o fim são os mesmos, mas todos sabemos que isto está bem distante da realidade, portanto a pornografia é uma grande mentira criada apenas para desenvolver interesse comercial em cima do assunto sexo.

Mas como neste mundo existe gosto para tudo, que seja e que haja o Erótico e o Pornográfico, desta forma distingue-se os interesses de quem faz as opções. Dentro de um mundo de tantas visões torna-se comum que hajam tantas escolhas. Há os que veem o sexo como uma válvula de escape, outros como algo dispensável e tantos outros como indispensável. As práticas que hoje tornaram-se públicas sempre existiram, com tantos praticantes quantos temos hoje, a diferença é que antes tudo era íntimo e não público. O sexo não mudou, continua sendo o mesmo de antes, a mudança ficou por conta da mente das pessoas que o praticam. Estamos em um mundo de competições onde cada um abre o baú para mostrar que pode fazer mais e melhor, mesmo que isto signifique expor suas intimidades. O mais estranho é que com este padrão de comportamento influencia-se toda a sociedade e os filhos veem nos pais seus exemplos, logo adotarão a prática do sexo sem limites e sem fronteiras. Mas como já disse; há gosto para tudo...


Texto do Escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais reservados. Proibida a cópia, colagem, reprodução total ou parcial de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio sem autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos constitui-se em crime previsto nas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais e Propriedade Intelectual e está passiva de punição legal cabível de acordo com a Legislação em vigor. 
...............................................................................................................................

Eroticism and Pornography | Practices of a modern world. | Tony Casanova

Eroticism, even over the centuries is always a current and controversial issue. The theme of sex still stirs the taboo of people and causes constraints, which in my opinion is a good sign. I think it is no different when dealing with a subject so closely linked to us, as our own. Despite the existence of the taboo, there is a silent struggle to bring it down, make it trivial. Within the artistic areas we distinguish two ways of presenting sexual intercourse; the erotic and pornographic way. Today we will examine calmly the two ways in which sexual relations are handled.

The Eroticism - It is obvious that the erotic action is more closely linked to the mind of the beholder than exactly what the artist wanted to communicate. Sometimes a picture can become quite yet exciting in it the artist has tried to convey sweetness, simplicity ,. This is because eroticism involves imagination and gives us scope to the playful. We can say that a screen is a painted poetry, which dives into our minds and brings forth words to describe the scene we see and finally we want to live. You can only realize how much poetry there is in a picture if we look at the body of work in their details, captured the look, lightness of movement frozen in skin softness, sensuality posture. The erotic is not meant to shock, but to produce thoughts, stir the imagination, lead the viewer to a world of his own.

The Porn - She is bare and raw undisguised. Once submitted, it ends like a theater curtain after the end of the show. In pornographic no sweetness, no element that can be said art because of the absence of magic charm. The main function is to display pornographic and only display without reservation or qualification modesty. I would say that pornography plays the role that individual that instead of producing the charm doing magic, he seeks to reveal the secret of all the magic you know, like a land before popularizing mystical and enchanted, making him the value he owned. Some find pleasure in a film whose beginning, middle and end are the same, but we all know that this is far from reality, so porn is a big lie created only to develop commercial interest upon the subject sex.

But as this world exists like for everything to be and there is the Erotic and Pornographic thus distinguished the interests of those who make the choices. Within a world of so many visions becomes common that have so many choices. There are those who see sex as an escape, others as something expendable and many others as necessary. Practices that today have become public have always existed, with many practitioners how many we have today, the difference is that before everything was close and not public. Sex has not changed, still the same as before the change was due to the minds of the people who practice it. We are in a world of competition where each one opens the chest to show he can do better, even if it means exposing their intimacy. The strange thing is that with this pattern of behavior influence to the whole society and the children see the parents their example as soon adopt the practice of boundless and borderless sex. But as I said; There taste for all ...

Text Brazilian writer Tony Casanova. Copyright reserved. The copying, collage, total or partial reproduction of any kind or dissemination in any medium without prior written permission of the author. Violation of these rights constitutes a crime under Brazilian law and the protection of the International Copyright and Intellectual Property and is passive legal punishment applicable according to the legislation in force.

...............................................................................................................................

Erotismo y Pornografía | Prácticas de un mundo moderno. | De Tony Casanova

El erotismo, incluso a través de los siglos siempre es un tema actual y polémico. El tema del sexo todavía suscita el tabú de las personas y provoca restricciones, que en mi opinión es una buena señal. Creo que no es diferente cuando se trata de un tema tan estrechamente ligado a nosotros, como el nuestro. A pesar de la existencia del tabú, hay una lucha silenciosa a bajarla, que sea trivial. Dentro de las áreas artísticas distinguimos dos formas de presentar las relaciones sexuales; la forma erótica y pornográfica. Hoy vamos a analizar con calma las dos formas en las que las relaciones sexuales se manejan.

El erotismo - Es obvio que la acción erótica está más estrechamente vinculado a la mente del espectador que es exactamente lo que el artista quiso comunicar. A veces una imagen puede llegar a ser bastante pero emocionante en ella el artista ha tratado de transmitir dulzura, sencillez,. Esto es porque el erotismo implica imaginación y nos da margen para lo lúdico. Podemos decir que una pantalla es una poesía pintada, que se sumerge en la mente y produce palabras para describir la escena que vemos y por último que queremos vivir. Sólo puede darse cuenta de lo mucho que la poesía no está en una imagen si nos fijamos en el cuerpo de trabajo en sus detalles, capturó la mirada, la ligereza de movimiento congelado en la suavidad de la piel, la postura sensualidad. Lo erótico no está destinado a los golpes, pero para producir pensamientos, se agita la imaginación, conducen al espectador a un mundo propio.

La Pornografía - Ella está desnuda y cruda sin disfraz. Una vez presentada, termina como una cortina de teatro después del final de la serie. En pornográfico sin dulzura, ningún elemento que se puede decir de arte debido a la ausencia de encanto mágico. La función principal es mostrar la pantalla pornográfica y sólo sin reservas ni modestia calificación. Yo diría que la pornografía hace el papel ese individuo que en lugar de producir el encanto de hacer magia, que busca revelar el secreto de toda la magia ya sabes, como una tierra antes de la popularización de mística y encantado, convirtiéndose en el valor de su propiedad. Algunos encuentran placer en una película cuyo principio, medio y final son los mismos, pero todos sabemos que esto está lejos de la realidad, por lo que el porno es una gran mentira creada sólo para desarrollar el interés comercial en el sexo tema.

Pero como existe este mundo como para que todo sea y no es la erótica y pornográfica por lo tanto distinguir los intereses de los que toman las decisiones. Dentro de un mundo de tantas visiones se convierte en común que tienen tantas opciones. Hay quienes ven el sexo como un escape, otros como algo prescindible y muchos otros, según sea necesario. Las prácticas que hoy se han convertido en público siempre han existido, con muchos practicantes cuántos tenemos hoy en día, la diferencia es que antes de que todo estaba cerca y no público. El sexo no ha cambiado, sigue siendo el mismo que antes de que el cambio se debió a la mente de las personas que lo practican. Estamos en un mundo de competencia donde cada uno se abre el pecho para demostrar que puede hacerlo mejor, incluso si esto significa exponer su intimidad. Lo extraño es que con este patrón de influencia el comportamiento de toda la sociedad y los niños ven a los padres su ejemplo tan pronto adopte la práctica del sexo sin límites y sin fronteras. Pero como ya he dicho; Hay gustos para todos ...

Texto escritor brasileño, Tony Casanova. Derechos de autor reservados. La copia, el collage, la reproducción total o parcial de cualquier tipo o difusión en cualquier medio sin permiso previo y por escrito del autor. La violación de estos derechos constituye un delito según la legislación brasileña y la protección de la Internacional de Autor y Propiedad Intelectual y es castigo legal pasiva aplicables según la legislación vigente.

Seguidores do Google