Celebridades | Assim nasce uma estrela. | Tony Casanova

Texto do Escritor Tony Casanova
   Existe uma máxima popular que diz: "A galinha do vizinho é sempre mais gorda". Poderia ser uma frase engraçada, mas nos mostra uma realidade triste que faz parte da vida de muita gente; O olho na galinha alheia. Para quem é fã e está habituado a ver as apresentações e entrevistas dos seus ídolos, fica aquela sensação de que eles vivem eternamente no glamour, sempre á frente das luzes, ouvindo aplausos e elogios. Não é bem assim que a banda toca! Pensam assim aqueles que não conhecem os bastidores da vida de um artista e quantas pedras foras pisadas até que se chegasse á notoriedade pública. 
   Não existem vitórias sem lutas e para os artistas não é diferente. Existe um árduo caminho a ser percorrido até o sucesso e de acordo com o objetivo de cada um, o sacrifício pode ser maior ou menor. Um vocalista por exemplo ou um pequeno grupo que formou uma banda, após a escolha dos integrantes, dos repertórios, dos estilos, enfim. É necessário tempo para ensaiar e muito dedicação nos ensaios, compromisso e garra. São horas e horas repetindo vocais e instrumentais em busca da melhor performance. Nas apresentações, ainda que sejam pequenas, é hora dos artistas se afinarem com o público, conquistá-los, formar com eles um elo de cumplicidade e é esta talvez a parte mais difícil na vida de um artista pelo fato de que cada componente possui sua individualidade, seus gostos e opiniões e no palco acabam por descobrir que precisam abrir mão do pessoal para pensar no coletivo.
   Muitos artistas em início de carreira, outros até mesmo no final dela, pecam por não perceber que eles não sobem ao palco para tocarem e cantarem seus gostos, mas os gostos do público e esta pretensão artística persegue e derruba muita gente e impede outros de crescerem. Imaginemos empregados que vão trabalhar e lá só fazem aquilo que gostam, esquecendo que há um patrão que exige o melhor de cada um, assim é o público; um patrão exigente e que tem gosto próprio. A forma com que se trata este patrão determina quem fica ou não no emprego e muitos artistas descobriram isso. A única linha que separa o aplauso da vaia é o desempenho e sem dedicação nenhum desempenho melhora. 
    Outra coisa perigosa para qualquer artista é a arrogância, o se achar. Nenhum artista deve esquecer que os aplausos não são eternos e que os aplausos de hoje podem ser as vaias de amanhã.  Nenhum artista é nada sem seu público, sem ter quem o aplauda, vá a shows, compre CDs e DVDs. A grande problemática é que por serem artistas, muitos esquecem que devem ser bons não só nos palcos, mas na administração do grupo. Uma formação de décadas pode desmoronar com apenas um deslize, basta um! Fato que já aconteceu com várias bandas, não só no Brasil, mas também no mundo. Há muitas engrenagens que regem o mundo artístico e todas devem estar em sintonia onde todos que foram contratados, sem exceção, devem dar o melhor de si e estarem sujeitos ao administrador. Decisões erradas, palavras impensadas e ditas á público, atitudes desagradáveis, agressividade. Tudo isto deve estar fora do cardápio de um artista cuja razão da sobrevivência provém da sua imagem pública.
    Quando um artista consegue unir elementos como simpatia, educação, tolerância ás críticas e vida pública moderada, com certeza estará trilhando os caminhos do sucesso. Na verdade todo fã também quer o aplauso do seu ídolo e saber aplaudir quem te aplaude é a melhor forma de dizer: Obrigado! 

   Texto do Escritor brasileiro Tony Casanova. Direitos Autorais reservados. Proibida a cópia, colagem, reprodução total ou parcial de qualquer espécie ou divulgação em qualquer meio sem autorização prévia e expressa do autor. A violação destes Direitos constitui-se em crime previsto nas Leis Brasileiras e Internacionais de Proteção aos Direitos Autorais e Propriedade Intelectual e está passiva de punição legal cabível de acordo com a Legislação em vigor.
................................................................................................................. 

celebrities | Thus was born a star. | Tony Casanova

 There is a popular maxim that says: "The chicken neighbor is always greener." It could be a funny phrase, but it shows a sad reality that is part of the lives of many people; The eye on the others chicken. For anyone who is a fan and is used to view the presentations and interviews of his idols, it is the feeling that they live eternally in glamor, always in front of the lights, listening to applause and cheers. Not so the band plays! They think so those who do not know behind the scenes an artist's life and how many forces stones trodden until it reached public notoriety will.
   There are no victories and struggles for artists is no different. This is a difficult path to be traveled by the success and according to the purpose of each one, the sacrifice may be larger or smaller. A singer for instance or a small group that formed a band, after the selection of members, repertoires, styles, anyway. It takes time to rehearse and dedication in the trials, commitment and determination. Are hours and hours repeating vocal and instrumental in the pursuit of better performance. In the presentations, although they are small, it is time for artists to fine- tune with the public, conquer them, train with them a bond of complicity and this is perhaps the most difficult part in the life of an artist by the fact that each component has its individuality, your tastes and opinions and on stage eventually discover that need to give the staff to think of the collective.
   Many artists beginning their careers, others even at the end of it, tend to not realize that they do not go up on stage to touch and sing your tastes, but the tastes of the public and this artistic pretension pursues and overthrows many people and prevents others from growing . Imagine employees who will work there and just do what they like, forgetting that there is a boss who demands the best of each, so is the public; a demanding boss and own tastes. The way it is this boss determines who is or not in employment and many artists found it. The only line that separates Boo applause is the performance and dedication without any performance improvement.
    Another dangerous thing for any artist is arrogance, to find. No artist should forget that applause is not eternal and that today's applause can be the boos tomorrow. No artist is nothing without your audience, without whom the clap, go to shows, buy CDs and DVDs. The big problem is that because they are artists, many forget to be good not only on stage, but in group management. A formation of decades may collapse with just a slip, just one! Which has already happened to many bands, not only in Brazil but also in the world. There are many gears governing the art world and all must be in line where all who were hired without exception, must give the best of themselves and are subject to the administrator. Wrong decisions, and thoughtless words spoken will public, nasty attitudes, aggression. All this should be out of an artist whose menu reason for the survival comes from his public image.
    When an artist can unite elements such as sympathy, education, tolerance to criticism and moderate public life certainly will be treading the paths of success. In fact every fan also wants the applause of his idol and know who applauds applaud you is the best way to say: Thank you!

   Text Brazilian writer Tony Casanova. Copyright reserved. The copying, collage, total or partial reproduction of any kind or dissemination in any medium without the express prior permission of the author. Violation of these rights constitutes a crime under the Brazilian law and protection of the International Copyright and Intellectual Property and is passive legal punishment applicable according to the legislation in force.
........................................................................................................

celebridades | Así nació una estrella. | tony Casanova

 Hay una máxima popular que dice: "El vecino de pollo es siempre más verde." Podría ser una frase divertida, pero muestra una triste realidad que es parte de la vida de muchas personas; El ojo en el pollo otros. Para cualquier persona que es un ventilador y se utiliza para ver las presentaciones y entrevistas de sus ídolos, es la sensación de que viven eternamente en el glamour, siempre delante de las luces, escuchar aplausos y vivas. No así la banda toca! Ellos piensan por lo que aquellos que no lo saben detrás de las escenas la vida de un artista y cuántas fuerzas piedras pisado hasta que alcanzó notoriedad pública lo hará.
   No hay victorias y luchas por artistas no es diferente. Este es un camino difícil de ser recorrida por el éxito y de acuerdo con el propósito de cada uno, el sacrificio puede ser más grande o más pequeño. Un cantante, por ejemplo, o un pequeño grupo que se formó una banda, después de la selección de los miembros, los repertorios, estilos, de todos modos. Se necesita tiempo para ensayar y dedicación en los ensayos, el compromiso y la determinación. Son horas y horas repitiendo vocal e instrumental en la búsqueda de un mejor rendimiento. En las presentaciones, a pesar de que son pequeños, es el momento para que los artistas afinar con el público, conquistarlos, entrenan con ellos un vínculo de complicidad y esto es quizás la parte más difícil en la vida de un artista por el hecho de que cada componente tiene su individualidad, sus gustos y opiniones, y en el escenario con el tiempo descubren que la necesidad de dar al personal a pensar en el colectivo.
   Muchos artistas que comienzan sus carreras, los demás, incluso al final de ella, tienden a no darse cuenta de que no suben al escenario para tocar y cantar sus gustos, pero los gustos del público y esta pretensión artística persigue y derroca a muchas personas y evita que otros en crecimiento . Imagínese los empleados que van a trabajar allí y simplemente hacer lo que les gusta, olvidando que hay un jefe que exige lo mejor de cada uno, por lo que es el público; un jefe exigente y propios gustos. La forma en que se determina este jefe que esté o no en el empleo y muchos artistas encontraron. La única línea que separa Boo aplauso es el rendimiento y la dedicación sin ningún tipo de mejora del rendimiento.
    Otra cosa peligrosa para cualquier artista es la arrogancia, de encontrar. Ningún artista debe olvidar que los aplausos no es eterno y aplausos de hoy puede ser el abucheos mañana. Ningún artista no es nada sin su público, sin los cuales el aplauso, ir a espectáculos, comprar CDs y DVDs. El gran problema es que debido a que son artistas, muchos olvidan que ser bueno no sólo en el escenario, pero en la gestión del grupo. Una formación de décadas puede colapsar con sólo un resbalón, sólo uno! Que ya ha ocurrido con muchas bandas, no sólo en Brasil, sino también en el mundo. Hay muchos engranajes que rigen el mundo del arte y todos deben estar en línea en la que todos los que fueron contratados sin excepción, deben dar lo mejor de sí mismos y están sujetos al administrador. decisiones equivocadas, y las palabras irreflexivas hablado, pública, actitudes desagradables, agresión. Todo esto debe estar fuera de un artista cuyo menú razón de la supervivencia viene de su imagen pública.
    Cuando un artista puede unir a elementos tales como la simpatía, la educación, la tolerancia a la crítica y la vida pública moderada sin duda será pisando los caminos de éxito. De hecho, cada ventilador también quiere que el aplauso de su ídolo y saber quién aplaude aplauden ti es la mejor manera de decir: ¡Gracias!

   Texto escritor brasileño, Tony Casanova. Los derechos de autor reservados. La copia, el collage, la reproducción total o parcial de cualquier tipo o difusión en cualquier medio sin la autorización previa y expresa del autor. La violación de estos derechos constituye un crimen bajo la ley brasileña y la protección de la Internacional de Autor y la Propiedad Intelectual y es castigo legal pasiva aplicables de acuerdo con la legislación vigente.

Seguidores do Google